terça-feira, 22 de junho de 2010

Insulina NPH e Regular

Você sabe a diferença entre insulina NPH e regular?

1) INSULINA RÁPIDA – REGULAR:
- Também conhecida como insulina cristalina;
- Possui pH neutro (7,4), o que lhe confere maior estabilidade em temperatura ambiente (2-3 semanas);
- Via de administração: IV, SC ou IM; Ø SC: 30’ antes das refeições;
- Pico máximo: 2 a 4 horas;
- Duração: 6 a 8 horas;
- IV: atividade máxima após 30’;
- É a insulina de escolha no diabetes descompensado associado a situações como infecção, choque ou trauma cirúrgico;
- Além de CETOACIDOSE (IV).
- Pode ser usada em bomba de infusão e utilizada junto com a insulina intermediária nas terapêuticas de forma intensiva do DM; NOMES COMERCIAIS: Insulinas humanas: HUMULIN R® (Lilly), NOVOLIN R®, INSUMAN® (Aventis); BIOHULIN R® (Biobrás).
- Insulina bovina/suína: IOLIN R® (Biobrás);
- Insulina suína: MONOLIN R® (Biobrás).

2) INSULINA DE AÇÃO INTERMEDIÁRIA – NPH:
- Absorção lenta, pois é conjugada à protamina;
- A protamina é uma proteína retirada do esperma do salmão que retarda a absorção da insulina pelo tecido subcutâneo;
- Seu pH é neutro (7,4);
- Início de ação: 1 a 2 horas após a aplicação;
- Pico máximo: 8 a 12 horas; § Duração: 22 a 28 horas;
- Usada geralmente em combinação com a insulina lispro ou de ação regular;
- Não deve ser utilizada em situações de emergência nem no tratamento inicial da cetoacidose diabética;
- Via de administração: SC;
- Dosagem: adultos – 10 a 20UI 30 a 60’ antes do café. A dose a noite deve ser dada antes do jantar ou ao deitar;
- NOMES COMERCIAIS: Insulinas humanas: BIOHULIN N® (Biobrás); HUMULIN N® (Lilly); HUMULIN 70/30®; HUMULIN 80/20®; HUMULIN 90/10® (90% NPH + 10% regular); NOVOLIN N® (Novo-Nordisk); NOVOLIN 70/30®; INSUMAN® (Aventis); INSUMAN 75/25;
- Insulina bovina/suína: IOLIN N® (Biobrás);
- Insulina suína: MONOLIN N® (Biobrás).

TERAPÊUTICA COM INSULINA:
- Tratamento de pacientes com DM tipo 1 ou 2:
- Usualmente, associa-se insulina de ação intermediária com insulina regular, 2 vezes ao dia;
- Geralmente se inicia com uma insulina de ação intermediária, antes do desjejum. A dose é aumentada em 10-20% com intervalo de 3 dias até o controle glicêmico;
- A insulina regular ou lispro pode ser adicionada à insulina intermediária para controlar a glicemia pós-prandial;
- Uma única injeção de insulina ao dia geralmente não controla satisfatoriamente a glicemia por um período de 24 horas;
- Quando há hiperglicemia ou glicosúria no jejum, uma segunda dose de insulina de ação intermediária é necessária antes do jantar ou ao deitar. Nesse esquema de duas doses diárias de insulina, em geral utilizam-se 2/3 da dose no desjejum e 1/3 no jantar;
- As dosagens são aumentadas 4-5 U, dependendo do resultado da glicemia antes do jantar (para regular a dose de insulina intermediária pela manhã) ou antes do café da manhã (para regular a insulina intermediária da tarde);
- Dessa forma, o aumento da dose da insulina intermediária pela manhã corrige a hiperglicemia antes do jantar, e a hiperglicemia do jejum é controlada com o aumento da dose da noite.
- Três ou quatro injeções diárias de insulina, às vezes, são necessárias para se atingir um controle ótimo;
- O esquema com dose única diária é reservado para situações como a de pacientes com mais de 65 anos de idade, pacientes com dificuldades econômicas, e pacientes bem controlados com dose única;
- Entre as refeições, pode tornar-se necessária a ingestão de merendas contendo 15 a 25g de CHO e, em alguns pacientes, lanche noturno para prevenir hipoglicemia;
- Pacientes em uso de insulina devem ser alertados para o fato de que os exercícios podem aumentar a velocidade de absorção da insulina por aumentar sua ligação aos receptores.



2 comentários:

Ronaldo Monteiro Nunes disse...

Muito obrigado pelas informações.

Anônimo disse...

Boa tarde,
Sou estudante de Medicina

Achei o seu blog muito informativo, muito obrigada. Informação rápida e científica.

Afinal, todos nós, em equipa, estamos ao serviço do paciente.

Melhores cumprimentos
Carla

Notícias

Loading...

Sample Text

Estamos de passagem, mas não viemos a passeio